TJ lançará ação MULHER- Igualdade de Fato no Poder Judiciário de MS

Publicado em: 24/02/2020 às 09h50

Imprensa

Integrantes do Comitê de Gênero, Raça e Diversidade e da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar de MS reuniram-se nesta sexta-feira (21) para finalizar os detalhes de uma ação que será realizada em conjunto em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. A intenção é abranger o maior número possível de pessoas.

Assim, está quase tudo pronto para a ação nominada "MULHER - Igualdade de Fato no Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul", que será realizada durante todo o mês de março e com abertura prevista para o dia 6 de março. A programação está sendo preparada para fazer do evento um sucesso de público e qualitativo.

Palestrantes de renome estarão no plenário do Tribunal de Justiça para abordar temas relevantes e alusivos ao mês da mulher, mas principalmente para trazer as novidades acadêmicas ao conhecimento dos servidores. Para isso, as palestras devem ser transmitidas, via intranet, para as comarcas do interior, permitindo que alcance praticamente todo o quadro de servidores do Poder Judiciário.

Entre as novidades da ação está a possibilidade de se ter tradução simultânea em Libras, em uma demonstração de total respeito e inclusão. Haverá exposição no saguão do Tribunal de Justiça e uma palestra com tema diferente toda sexta-feira de março. Outras atrações proporcionadas pelos parceiro do TJMS estão sendo preparadas, inclusive haverá sorteio de prêmios.

Nova integrante – A reunião desta sexta-feira marcou também a primeira participação da juíza Tatiana Dias de Oliveira Said no Comitê. Ela substitui a juíza Helena Alice Machado Coelho, que deixou o grupo para assumir a Coordenadoria da Mulher no início deste ano.

A partir de agora, o Comitê passa a ser composto por um desembargador coordenador, sendo atualmente o Des. Odemilson Roberto Castro Fassa, duas magistradas indicadas pela Amamsul, juízas Liliana de Oliveira Monteiro e Tatiana Dias de Oliveira Said; um representante da Direção-Geral, um da Coordenadoria Estadual da Mulher do TJMS, um da Secretaria de Comunicação, um da Secretaria de Gestão de Pessoal, além de membros eleitos, por votação secreta, pelos servidores do Poder Judiciário, sendo uma servidora mulher, um servidor negro, um servidor com deficiência, um servidor LGBTI e um servidor idoso (ativo ou inativo).