Repasses do Estado para a saúde de Dourados atingem R$ 19,9 mi em 2019  

Somente esta semana, o Estado pagou R$ 750 mil para a UPA, R$ 550 mil para HU/Dourados, R$ 249,9 mil para a Estratégia de Saúde da Família, R$ 210,5 mil para o SAMU, R$ 118,7 mil para ACS’s e R$ 127,1 mil para assistência farmacêutica

Publicado em: 19/07/2019 às 15h47

Admin

Foto: Divulgação

SAMU é uma das unidades de saúde de Dourados que recebe repasses do governo do Estado.

 

Prosseguindo com a política de regularizar os repasses de recursos para o setor de saúde de Dourados, o governo do Estado efetuou, somente essa semana, depósitos na conta do Fundo Municipal de Saúde douradense R$ 2.211.318,51. Com isto, desde janeiro, o município conquistou transferências que somam R$ 19.957.930,88, destinados a custear serviços ofertados pelo Hospital da Vida, Hospital Universitário, SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e outros.

Somente esta semana, o Estado pagou R$ 750 mil para a UPA, R$ 550 mil para o Hospital Universitário (HU) de Dourados, R$ 249,9 mil para a Estratégia de Saúde da Família, R$ 210,5 mil para o SAMU, R$ 118,7 mil para custear incentivo financeiro aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS’s) e R$ 127,1 mil para assistência farmacêutica.

Regularidade

A regularização dos repasses de recursos para o setor de saúde todos os municípios é uma decisão do governador Reinaldo Azambuja com o objetivo de encaminhar o processo de regionalização. Segundo o secretário de Saúde Geraldo Resende a proposta é oferecer condições aos gestores municipais de poderem “fazer a lição de casa”, ou seja, ofertar saúde de boa qualidade aos seus usuários.

Seguindo essa estratégia, o Estado pagou este ano, somente para Hospital da Vida (que recebe R$ 1 milhão/mês), foi beneficiado com repasses que totalizaram R$ 8 milhões, regularizando as pendências de 2018 e atualizando os repasses até o mês de maio deste ano.

O Hospital Universitário da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) é outra instituição que recebe recursos do governo do Estado, obtendo transferências de R$ 550 mil mensais. Desde janeiro, foram R$ 4,4 milhões. No período, o Hospital Evangélico obteve transferências de R$ 647,6 mil e Hospital da Missão Caiuás, R$ 80,5 mil.

A UPA/Dourados, que percebe mensalmente R$ 250 mil dos cofres estaduais, está com os repasses do Estado em dia, tendo recebido, somente em 2019, R$ 2,5 milhões referentes aos atrasados de 2018 até a competência junho, cujo vencimento se dá em julho. O SAMU foi contemplado com repasses que totalizaram R$ 771,5 mil. Além disso, com o objetivo de regularizar repasses referentes a 2018, o Estado transferiu R$ 423,5 mil para o Fundo Municipal de Saúde de Dourados.

Os Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate a Endemias que trabalham em Dourados recebem incentivo mensal do governo estadual, que para isso depositou R$ 941,6 mil na conta do Fundo Municipal de Saúde, desde o início deste ano. O Programa de Saúde da Família (PSF e ESF) recebeu, nesses seis meses, mais de R$ 1 milhão; a Assistência Farmacêutica obteve R$ 508,5 mil, tendo já recebido inclusive o pagamento da competência julho.

Para o serviço de saúde mental prestado pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) o Estado transferiu R$ 54 mil este ano, e para o Centro de Especialidades Odontológicas, R$ 26,4 mil; o Hemonúcleo recebeu R$ 80 mil, enquanto que o Fundo Municipal de Saúde douradense foi contemplado com R$ 55,7 mil a título de compensação de especificidades regionais.

O custeio direto do Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados (HRCGD), também é feito pelo tesouro estadual, que aporta, mensalmente, R$ 716 mil para aquela unidade. Por meio da Secretaria Estadual de Saúde, o Estado também está repassando para Dourados R$ 900 mil, em nove parcelas de 100 mil, destinados à ampliação do atendimento diagnóstico e terapêutico e da oferta de novas vagas em hemodiálise à população local.