Nathalie Moellhausen se emociona com primeiro ouro da esgrima brasileira

Publicado em: 18/07/2019 às 21h00

Gazeta Esportiva

Na tarde desta quinta-feira, a italiana naturalizada brasileira Nathalie Moellhausen venceu o primeiro ouro do Brasil na história do Mundial de Esgrima. Emocionada após o feito, a atleta falou sobre a importância de trazer o resultado para o país e desenvolver o esporte em solo brasileiro.

“Eu fiquei em sexto lugar no Rio-2016. Represento o Brasil há cinco anos, é um grande desafio para mim, eu não parei depois das Olimpíadas porque eu queria fazer um resultado para o Brasil, e mostrar para o Brasil que eu estou aqui para eles, e não para conseguir um caminho fácil para ganhar”, declarou Nathalie para a Federação Internacional de Esgrima.

O time brasileiro e os brasileiros no geral são os melhores torcedores. Eu lembro que nas Olimpíadas o ginásio parecia um estádio de futebol, era tão animador. E eles são novos, é um time novo, e eu queria ser um exemplo, e talvez ajudar a desenvolver a esgrima no Brasil, então sei que eles estão felizes por mim e foi uma grande emoção para mim”, completou.

A atleta também comentou sobre uma etapa difícil de sua vida, que a motivou para se preparar para o Mundial. “Eu perdi meu pai no ano passado e ele sempre me dizia que a vida é mágica. Ele me dizia para nunca desistir, nunca, nunca, nunca desistir na vida, que ela é mágica. O que está acontecendo é que eu nunca desistir porque eu queria mostrar para ele que eu poderia vencer porque ele sempre acreditou em mim, isso é para ele, lá no céu”, contou.