Inter x Cruzeiro e Athletico-PR x Grêmio fazem as semi da Copa do Brasil

Publicado em: 18/07/2019 às 15h45

G1

O pênalti de Moisés mal explode no travessão, e Odair Hellmann já irrompe inabalado até a arquibancada. Ele extravasa, canta com a torcida e empunha até bandeira. Uma hora mais tarde, com o avançar da madrugada, o treinador já está mais tranquilo, mas não menos sorridente e diz que beberá um "vinho venenoso" para celebrar a vaga do Inter à semifinal da Copa do Brasil.

Motivos não faltaram para o comandante passar o resto da noite em festa, entre um cálice e outro. Nesta quarta-feira (17), a equipe conseguiu a vitória mais expressiva nos 19 meses sob seu comando ao devolver a derrota por 1 a 0 no jogo de ida e vencer o Palmeiras pelo mesmo placar no Beira-Rio. A classificação veio nos pênaltis, com triunfo por 5 a 4.

O roteiro percorrido pelo Inter até a vaga é tão emblemático quanto a vitória em si. Forjou a classificação com autoridade e superioridade em inúmeros aspectos: "na bola", na intensidade, na estratégia e na emoção. Tudo isso para postular de vez a candidatura ao título da Copa do Brasil. O rival na semifinal será o Cruzeiro que, mesmo perdendo de 2 a zero para o principal rival, ficou com a vaga pelos 3 a zero diante do Atlético-MG no jogo de ida.

Cheirinho e raça

A classificação do Athletico para a semifinal da Copa do Brasil contra o Flamengo, no Maracanã, após empate e vitória nos pênaltis, na noite desta quarta-feira, foi também motivo de desabafo para todo o elenco. Cansados de ouvir que o Furacão é forte apenas na Arena da Baixada, com o gramado sintético, os jogadores falaram sobre o retrospecto do time.

“Se o Athletico não for respeitado agora....depois de conquistar um título internacional, ter feito jogos muito bons contra Boca Juniors (Libertadores) e River Plate (Recopa), depois de ter eliminado o Flamengo no Maracanã. Para mim, o Athletico não precisa vencer fora de casa para ser campeão. Para ser campeão da Copa do Brasil, precisa passar de fase”, desabafou o técnico Tiago Nunes.

O adversário dos paranaenses na semifinal espantou a desconfiança da torcida sobre o desempenho em 2019, depois que o Grêmio assegurou a classificação na Copa do Brasil com a vitória por 1 a 0 sobre o Bahia, na noite desta quarta. A primeira das decisões do mês de julho faz crescer a confiança e, por consequência, o time. Um jogo sólido, sem ser brilhante, mas também sem sofrer riscos, encaminhou o Tricolor para se tornar o maior semifinalista na história da competição, com 14 presenças nesta fase em 30 edições.