Dirigente do Inter relata ameaças de morte no Allianz Parque

Publicado em: 11/07/2019 às 06h16

Gazeta Esportiva

A diretoria do Internacional se queixou do tratamento que recebeu no Allianz Parque durante a derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, na noite desta quarta-feira, pela Copa do Brasil. O vice-presidente de futebol colorado, Roberto Melo, relatou ameaças feitas por pessoas que estavam no camarote ao lado do ocupado pelos visitantes.

“O camarote não era de torcedor comum, parece que era alugado por uma empresa de segurança, e nós fomos hostilizados o tempo todo, inclusive ameaçados de morte”, declarou o dirigente.

Roberto Melo explicou que a cúpula colorada estava reunida em seu espaço reservado assistindo ao jogo quando ocorreram as ofensas. O dirigente, que se mostrou inconformado por sofrer isso “em um grande estádio”, citou ameaças diretas ao presidente do Inter, Marcelo Medeiros.

 

“Já fomos a diversos estádios pelo Brasil e nunca havia acontecido o que passamos aqui. O presidente do clube, Marcelo, foi ameaçado de morte por um senhor. Lamentamos profundamente e deixamos esse registro. Vamos fazer um grande jogo lá (em Porto Alegre), civilizadamente e com muita vontade, e vamos reverter esse resultado”, completou.

Os representantes do Inter relataram a situação à diretoria do Palmeiras, que se comprometeu a tomar providências sobre o ocorrido. Os dois clubes voltam a duelar em campo na próxima quarta-feira, no Beira-Rio, pela partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil.